quinta-feira, 18 de junho de 2009

Bonecas de Pano

As bonecas de pano fazem parte das lembranças da minha infância. Eu ia passar as férias na aldeia com os meus avós e não costumava levar brinquedos, até porque nessa altura não havia assim tantos, estamos a falar de mais de quarenta anos, e um ano um  tio meu, o tio Joaquim, resolveu fazer-me uma boneca de pano para eu brincar. Foi talvez o facto de ver aquele homem do campo com as mãos calejadas pegar numa agulha e fazer uma boneca, que fez com que eu passasse a adorá-la. Alguns anos depois a minha mãe deitou fora a boneca porque achava que já estava em muito mau estado, eu fiz um berreiro ao melhor estilo de "bezerro desmamado" mas não me valeu de nada. Nunca me esqueci, nem do meu tio Joaquim nem da boneca. Têm os dois um cantinho muito especial no meu coração.


10 comentários:

AFRÂNIO disse...

gostei muito.. bjs

Noah disse...

Oi querida Maria,
Que lindo post, as fotos em sépia nos remetem ao passado querido que tivemos. Obrigada!
Obrigada por tudo!
Desculpe-me se hoje estou sensível.
NA VERDADE MAIS SENSÍVEL
Mas amanhã volto ao sensível normal.
BJOKAS!
I L Y

Artemarecos disse...

Amiga... nem imaginas o que esta história me tocou e como te compreendo.... também passei por uma idêntica e, de facto, é algo que nunca mais se esquece...
bjos´:-)
PS- aproveito ainda para te dizer que adorei a natita... ficou um verdadeiro mimo...tão fofinha... A Renata é uma menina cheia de sorte...e não só pela natita, claro... .-)

Mona Lisa disse...

Adorei a foto.

Acho as fotos antigas o máximo!

Postei no meu blog umas da minha infância.
Adoro olhá-las e viajar no tempo.

Bjs.

Milai disse...

Esta foto está um mimo.
Beijinhos

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Que gira a Maria!!!!
Existem sempre situações na nossa infância que nos marcam, por muito simples que sejam.
Adorei este Post.
Bjs
Ana

✿✿✿ disse...

que engarçado... parece que estou a ver a Renata!!
bjs

Marina R. disse...

Há realmente coisas que nunca se esquecem :) Adorei a história da pequena boneca de pano feita pelo teu tio Joaquim, e gostei muito da foto que a acompanha :)
Bjs

Maria Amélia disse...

Que linda lembrança! Imagino o amor que esse tio tinha por você! Um homem fazendo uma boneca era algo inusitado naquele tempo. Naquela época quase não tínhamos bonecas mesmo. Me lembro de ter tido apenas uma. Nos tempos da minha mãe então...Minha tia dizia que fazia bonecas de espiga de milho. Aproveitavam o cabelo e a palha do milho. bjs

Kristal disse...

Ola amiga, pois ando mesmo mto distraida, nao tinha visto este seu post.
Q linda história e que linda sua foto! O sorriso é o mesmo! :)
Bjinhos e obg por partilhar esta fase da sua vida connosco.